PureVolume

 
Next »
 
 

FISTT (new album available in Jan / 10 via Blast / Sony)

 
       

Genres: Hardcore / Punk / Pop Punk

Location: Jundiaí, Brazil

Stats: 75 fans / 11,282 plays / 4 plays today

   
 
 

0:00

Album:

Artist:

 
4 tracks
 
 

Members: F. Nick (vocal / baixo) - Mirtao (guitarra / vocal) - Karacol (guitarra) - Birão (bateria)

FISTT is a brazilian punk rock / melodic hardcore band from Jundiai - SP, gigging since middle 1994 (soon press release in english...)

Talvez a forma mais simples de definir o FISTT seja: é aquela banda que faz você se sentir como se tivesse 14 anos - sim, a música simples, básica, rápida e o bom humor sarcástico do FISTT são marcas que consolidaram a banda como umas das mais renomadas e influentes do "boom" do hardcore melódico nacional entre 1999 e seu auge em 2004, mas essa história começa bem antes, lá no já longinquo 1994 em Jundiaí, interior de São Paulo, com sotaque pesado no "R" e tudo mais e quando esses garotos ainda tinham seus 14-15 anos e passavam a maior parte do dia ouvindo Ramones.

Consideramos os pais do "hardcore do interior" (e influenciados diretamente pelos "vizinhos" do Muzzarelas), já excursionaram por todo país, fizeram amigos, fizeram inimigos e enviam sua mensagem para os novos fãs de que imagem não é nada e a diversão ainda é tudo.

Além das fitas demos e coletaneas, lançaram seu debut álbum em 1999 pela gravadora do vocalista e baixista, F. Nick, a Oba! Records (e por lá continuam até hoje) o disco "Pámim, panóis, poceis" onde as primeiras portas já se abriam para os "cavaleiros solitários" e hinos como "Hardcore na Veia" e "Menininha" já despontavam. Em 2001 foi a vez de um dos álbuns mais influentes de sua geração, o "Finais iguais, histórias diferentes...", aclamado pela crítica e pelo público, trouxe verdadeiros hinos para sua geração como "Vinteum", "Minduim" (ambas tiveram seus video clipes), uma versão inusitada para o desenho animado "A Turma" (The Get Along Gang", a mais que sarcástica "Quem fica por último" e uma nova versão de "Menininha", mostrando que o FISTT veio ao mundo para gritar "eu odeio falaRRR de amoRRR" em alto e bom som.

Em 2004 lançam seu 3º e mais pesado álbum, "Vendo as coisas como você..." que veio em tom mais confessional e isso acabou assustando um pouco os fãs da banda pela repentina "perda de humor da banda", mas isso foi apenas no cd. Os shows continuaram até 2005, o álbum foi um sucesso de vendas, não tanto quanto seu antecessor, mas obteve bons números e a banda saiu em tour por todo o país novamente, mas as relações internas já não estavam no mesmo pique. O FISTT em 2005 estava realmente na sua melhor forma: video clipes em circulação na midia nacional, shows lotados por todo o país mas um esgotamento interno devido as longas viagens e pouco tempo para a vida pessoal, fizeram com que o vocal F. Nick "desse um tempo" na banda. A "despedida" foi feita num Hangar 110 completamente lotado e comoção geral dos órfãos da banda. A época também era de mudanças na cena e o emocore já começava a avisar quem iria mandar dali pra frente...


Problemas deixados de lado, a banda faz um retorno triunfal em dezembro de 2005, gravando um álbum ao vivo no lendário Black Jack em São Paulo (Viva! Ao vivo no Black Jack - 2006) e o resultado não poderia ser diferente: eleito pela crítica como um dos melhores álbuns ao vivo do cenário independente, tanto quando pela sua qualidade de gravação, quanto pelo feeling apresentado. Marca também a volta do guitarrista Mirtão para a banda e o FISTT segue moderamente fazendo shows esporádicos por várias regiões do país entre 2006 e 2007.


Muita coisa aconteceu nesses 2 anos entre a pausa / volta do FISTT e 2008 que seria um dos anos mais importantes na história da banda. Alguma coisa ainda faltava e isso seria o melhor e mais bem produzido álbum da banda até então: "Como fazer inimigos..." - 2008. O disco segue em tom conceitual, contando a história de um garoto qualquer com seus sonhos e desilusões, seu ódio ao carnaval e situações críticas / hilárias. A produção ficou a cargo de Paulo Anhaia (NXZero, Cpm22, Ira!, etc) e a gravação no emblemático Midas Studios (propriedade de Rick Bonadio). O resultado não seria outro: novamente o FISTT tem um dos álbuns mais elogiados pela imprensa especializada, há um retomada dos antigos fãs e novos passam a conhecer a banda inclusive pelo formato escolhido para o lançamento do cd: totalmente virtual.

O FISTT sempre foi um time de amigos e quando os amigos não podem mais estar juntos (em geral por motivos profissionais - leia-se precisam de um emprego normal), outros amigos são convocados para entrar na time e em 2009 a banda entra novamente em tour (a primeira desde 2005) e chamam novos reforços: Léia, baterista original de Bauru - SP, um dos mais técnicos do Brasil e Karacol (ex-baixista do Sugar Kane), agora guitarrista do FISTT ao lado do Mirtão, mas como esse mundo doido sempre dá voltas, Birão retorna ao FISTT em novembro de 2009, assumindo novamente as baquetas da banda que passa por uma nova fase: a mudança de gravadora, agora pela Blast / Sony (gravadora capitaneada pelo produtor André Kostta) e finalmente o lançamento no formato físico do disco "Como fazer inimigos..." para Janeiro de 2010.

E o FISTT continua fazendo a mesma coisa de sempre nesses últimos 15 anos: música simples, básica e o bom humor? Ah, continua melhor que nunca!


FORMAÇÃO:
F. Nick: vocal e baixo
Mirtão: guitarra e vocal
Karacol: guitarra
Birão: bateria

DISCOGRAFIA:
"Como fazer inimigos... " (2010) – Blast / Sony
"Viva!" - Ao vivo no Black Jack SP (2006) – Oba Records
"Vendo as coisas como você..." (2004) – Oba Records
"Finais Iguais, Histórias Diferentes" (2001) – Oba Records
"Pámim, Pánois, Pôceis" (1999) – Oba Records

DVDgrafia:
"Viva!" - ao vivo no Hangar 110 SP (2007)

Shows:
shows@fistt.com.br
11 8404-3200 | 11 3379-0999

Imprensa:
imprensa@blastmusic.com.br

 

 
 
 

CleytonAwake777

São Paulo, Brazil

Jhonny Reichelt

Germany

LYN :)

Brazil

Lorenna

Brazil

beto_hallz

United States

marcos_sk8

Belo Horizonte, Brazil

xDeathcore Is Sexyx

United States

view all 75 fans